Democracia Cristã Mulher

Presidente Nacional da Democracia Cristã Eymael, fala sobre o atual momento político no Brasil

0

ei_1

Recentemente o congresso votou favoravelmente o processo de impeachment que afastou a Presidente Dilma Roussef. Com ressalvas sobre essa votação na Câmara e elogiando o processo no Senado, o Deputado Federal Constituinte José Maria Eymael, que participa na próxima semana de uma reunião da ODCA, Organização Democrata Cristã das Américas, no Chile, disse esperar para os próximos meses que “o processo de apreciação do Impeachment seja justo, democrático e fundamentado na verdade”.

Com relação às eleições desse ano e sobre a arrecadação de recursos para a campanha, visto a proibição de financiamento de empresas privadas para candidatos Eymael é enfático ao afirmar que “o PSDC sempre caminhou com as próprias pernas. E sempre encontramos o caminho para obter os recursos junto a pessoas físicas que permitissem que realizássemos campanhas fortes, dinâmicas, propositivas. Não temos nenhum receio de que faltará recursos” e acrescenta, “o financiamento privado de campanha por pessoas jurídicas foi vetado em boa hora. Hoje o processo será muito mais equilibrado, nós não teremos mais essas imensas doações de campanha, financiando candidatos. Nós não teremos nenhuma dificuldade em encontrar junto aos nossos militantes e apoiadores da Democracia Cristã, pessoas físicas, o necessário para realizarmos campanhas vitoriosas. Nós elegemos em 2012 cerca de 500 vereadores e agora elegeremos, no mínimo, três vezes mais, elegeremos 1500 vereadores em todo o país. Temos candidatos a prefeito em varias capitais brasileira, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Rio Branco no Acre, Campo Grande no Mato Grosso do Sul e muitas outras capitais e o número de grandes cidades aonde alcançaremos a prefeitura, e a vice é enorme, então nossa perspectiva para 2016 é simplesmente fantástica” ressalta entusiasmado.

Quanto à distribuição do Fundo Partidário o Presidente Nacional do PSDC afirma que “hoje o fundo partidário é distribuído de uma forma absolutamente desigual. Temos 35 partidos e a divisão do Fundo Partidário tem que ser igual, equânime. Não há porque um partido ter mais e o outro ter menos, isso fere o princípio democrático” diz. Para ilustrar essa desigualdade que se dá em vários aspectos da vida política partidária Eymael conta a seguinte passagem “em um determinado evento, um líder dos chamados grandes partidos, referiu-se aos partidos menores dizendo que eles dificultavam, comprometiam a governabilidade, quando me foi oferecida a palavra, dei a seguinte resposta: realmente o PSDC é um partido menor. Nós somos menores em tempo de rádio e televisão, somos menores em recursos do Fundo Partidário e somos menores, infinitamente menores, não existimos em falcatruas, corrupção e escândalos de toda ordem. Essa distribuição do Fundo partidário e do tempo no rádio e na televisão é profundamente injusta é um escárnio, uma ofensa a Democracia. Existe uma ação direta de inconstitucionalidade já tramitando no supremo com o apoio do PSDC que estabelece a necessidade e requer a igualdade para todos”, sentencia.

Quanto a sua participação na Assembléia Nacional Constituinte, Eymael diz que: “pela minha atuação como constituinte elaboramos, pela primeira vez na história do Brasil, qual modelo de sociedade queríamos construir no país, Inciso I Artigo 3° da Constituição brasileira, são objetivos fundamentais da Republica Federativa do Brasil, construir uma sociedade justa, livre e solidaria. Some-se a isso a igualdade de oportunidade pela educação, pois educação é tudo, nenhuma nação se tornou uma potencia sem incentivar e apoiar fortemente a educação, foi por isso que colocamos na Constituição brasileira a possibilidade de recursos públicos para a bolsa de estudo, hoje são centenas de milhares de jovens que estudam com bolsa de estudo no país graças a Democracia Cristã. Os avanços sociais dos trabalhadores são propostas da Democracia Cristã, a redução da jornada de trabalho de 48 para 44 horas semanais, a proteção contra despedida sem justa causa, o aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, hoje em todo o país nenhum trabalhador é mandado embora sem justa causa sem que tenha mais três dias de aviso prévio por tempo de casa. Os princípios fundamentais da defesa do contribuinte são todas propostas da Democracia Cristã, como o inciso IV do Artigo 150, que proíbe que tributos tenham efeito de confisco. A solidariedade entre as gerações, Artigo 229 da Constituição Federal, que é um verdadeiro hino a família e diz que os pais têm o dever de criar e educar os filhos menores e os filhos maiores o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência e enfermidade. A grande força da agricultura familiar que esta fundamentada em princípios constitucionais, hoje todo pequeno produtor rural em todo o país que trabalha a terra com a família é isento de imposto sobre a terra, sendo que as terras que os pertence não podem ser desapropriadas para efeito de reforma agrária, emenda essa que à época da constituinte foi chamada de a paz no campo.  O corte dos super salários, propiciado pela Democracia Cristã, ao esculpir na Constituição nas disposições transitórias o Artigo 17. Assim são inúmeras as colocações constitucionais que hoje fazem parte do dia a dia da vida dos brasileiros dentro desse esforço Democrata Cristão para construir um novo Brasil, o Brasil que queremos e podemos. Por fim tenho a acrescentar que estou muito confiante neste novo tempo que esta nascendo. Hoje esta nascendo um novo Brasil. O Brasil das vidas limpas, o Brasil dos homens e mulheres de bem, comprometidos com o país e com sua gente.

Na história das grandes nações foi exatamente na suas tragédias que elas encontraram em seu próprio povo a força para a construção de um novo tempo. E esse novo tempo começa agora. Nós brasileiros somos um povo da paz, mas não somos covardes”, conclui o Democrata Cristão José Maria Eymael.

Entre em contato