Democracia Cristã Mulher

Domingo 10 de maio: Uma data a ser comemorada

0

maes

Um pouco de história: Na Grécia antiga a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses. Uma festividade derivada do costume de adorar a mãe. A adoração formal, com cerimônias para Cibele ou Rhea, a Grande Mãe dos Deuses era realizada, nos idos de março, em toda a Ásia Menor.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada pela ativista Ann Maria Reeves Jarvis, com o objetivo de diminuir a mortalidade de crianças em famílias de trabalhadores. Jarvis organizou, também, em 1865, o Mother’s Friendship Days (dias de amizade para as mães) para melhorar as condições dos feridos na Guerra de Secessão que assolou o país no período. Em 1870 a escritora Julia Ward Howe publicou o manifesto Mother’s Day Proclamation, pedindo paz e desarmamento depois
da Guerra de Secessão.

Mas quem é reconhecida como a idealizadora do “Dia das Mães” na sua forma atual é a filha de Ann Maria Reeves Jarvis, a metodista Anna Jarvis, que em 12 de maio de 1907, dois anos após a morte de sua mãe, criou um memorial em sua homenagem e iniciou uma campanha para que o “Dia das Mães” fosse um feriado reconhecido. Ela obteve sucesso em 8 de maio de 1914, quando a resolução Joint Resolution Designating the Second Sunday in May as Mother’s Day foi aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos, instalando o segundo domingo do mês de maio como Dia das Mães.

Os Democrata Cristãos entendem que o “Dia das Mães”, é todo dia, pois não há amor maior do que o de uma mãe, capaz de dar sua vida por seu filho. No entanto se existe alguém que merece um dia só delas essas são as mães, sobretudo para a Democracia Cristã, que tem a família como a mais sagrada das instituições.

Parabéns Mamães de todo o Brasil e de todo o mundo. Um feliz “Dias das Mães”, a todas vocês!

Democracia Cristã: 70 anos de Brasil!

Entre em contato